07

dez
Linha Vermelhos Infalíveis da Beauty Color: compensa?
em AchadosBeleza

Há duas semanas testei a nova linha de coloração da Beauty Color, desenvolvida especialmente para cabelos ruivos, chamada Vermelhos Infalíveis. Eu já estava há algum tempo sem pintar e a raiz já estava me incomodando, além de que tinha um casamento naquela semana. Como não estava podendo gastar com a tinta no momento, me deparei com essa belezinha na farmácia e, atraída pela pechincha de R$11,90 (costumo gastar em torno de 70 com produto toda vez que pinto), resolvi testar.

vermelhos infalíveis

Como qualquer outra tinta de farmácia, a caixinha vem com um potinho com emulsão, um tubo com a tinta, uma luva de plástico, o manual, mais um creme hidrante pós lavagem e um óleo intensificador de brilho. Isso em si já torna a tinta mais barata, uma vez que a emulsão já vem junto na caixinha, diferente das tintas profissionais, que devemos comprar cada item separadamente. Quando essa linha lançou, vi muitas blogueiras e youtubers postando sobre, cheguei a ver alguns vídeos, pois estava curiosíssima. Fiquei super impressionada com os vídeos e achando que seria uma solução super mágica, e o melhor, baratíssima. Nos vídeos e fotos que vi, o tom estava super pigmentado, bem intenso mesmo, então fiquei animada. Eu normalmente uso o 7.4 ou 8.4 da Alfaparf ou Igora, e uma vez, nessa de não querer gastar, acabei usando uma 7.4 da mesma Beauty Color e fiquei super decepcionada. Meu cabelo ficou mais pro loiro que pro ruivo, malmente se via o acobreado. Mas como essa linha é totalmente focada em ruivas, resolvi dar uma nova chance pra marca. Mas vamos ao que interessa, o que eu achei dela no cabelo?

vermelhos infalíveis

Antes e depois

Na comparação, a primiera imagem está um pouco escura, mas dá pra ter uma noção, ela foi tirada uma semana antes de pintar. A cor que eu usei foi a Ruivo Absoluto (76.44), e não vou dizer que me decepcionei, mas também não fiquei maravilhada. O tom das blogueiras não funcionou comigo. Não vou dizer que ficou ruim (também não ficou tão bom assim, hehe), ficou longe de ser decepcionante como a 7.4 havia sido pra mim, mas aquele cobre intenso, bem vivo, passou longe também. Ficou no máximo laranjinha, mas cobriu bem a raiz e ficou uniforme, o que já é ótimo. Não fiquei loira, então isso já me deixou bem feliz. Vale sempre lembrar que cada cabelo é diferente e reage de forma diferente às tinturas, então o que posso dizer, é que ela não é milagrosa, pelo menos para o meu cabelo. Pode ser que no seu cabelo, dependendo da coloração natural dele e da base atual, ele fique mais vibrante. Meu veredito final é que não trocarei as tintas profissionais pela Beauty Color Vermelhos Infalíveis, mas ela é uma ótima opção pra quebrar um galho quando você não está podendo bancar, ou até mesmo se a sua prioridade é o preço, e não preza por tons tão vibrantes. Respondendo à pergunta do título, sim, compensa, pois nem preciso falar sobre o custo benefício, a tinta é baratinha e te socorre quando necessário, então, pra mim, super compensou. Quanto à duração, na primeira lavagem ela se comportou bem e não pareceu desbotar muito, vamos ver mais pra frente.

E aí, usou o ruivo absoluto da linha Vermelhos Infalíveis da Beauty Color? Me diz aqui como funcionou pra você.


0 comentários


08

nov
Garimpo rural: conheçam o brechó ¡Ay, Carmela!

Posso estar enganada, mas acho que esse post é o mais esperado por vocês, afinal, em um blog que pretende falar sobre moda democrática e para todos, como não falar de brechós!? Sim, pretendo trazer frequentemente posts sobre brechós, principalmente os daqui de Curitiba e da região, mas também de todo o país, que por uma questão de acesso (ou da falta dele) irei focar em brechós online (que podem ter loja física também, mas com foco no online). Começarei falando sobre o ¡Ay, Carmela!, um brechó de Tijucas do Sul, cidade aqui do Paraná, localizada a aproximadamente 60km da capital.

Conheci o ¡Ay, Carmela! através de uma amiga, que é prima das donas da loja. A loja acontece, principalmente, no instagram, onde elas postam as fotos das peças e por onde fazem as negociações, mas elas atendem as clientes locais em seu ateliê, em Tijucas do Sul, com horário agendado. As responsáveis por esse projeto incrível são as amigas amigas de infância, Jenifer e Géssica. Jenifer conta que por terem crescido em um ambiente “com toda a liberdade e autonomia de quem vive no mato pode desfrutar”, elas aprenderam desde pequenas a reutilizar roupas e viver apenas com o necessário, o que gera um consumo consciente e sustentável. Após terminarem a faculdade e retornarem para sua cidade natal perceberam a necessidade de resgatar esses valores, e decidiram unir a paixão por garimpar roupas com a sustentabilidade. Assim nasceu o ¡Ay, Carmela!, um garimpo rural, como elas mesmas definem em sua página no instagram. As meninas contam que quando começaram a pensar em um nome, pensaram em algo que tivesse impacto e remetesse a mulheres fortes. Foi através da canção, de mesmo nome, que elas encontraram o que estavam procurando. A música ¡Ay, Carmela! ficou popular durante o século XIX e era cantada pelos guerrilheiros espanhóis que lutaram contra as tropas de Napoleão. Mais tarde, tornou-se símbolo da presença feminina durante a guerra civil espanhola, representando, assim, a resistência e o empoderamento. Sendo assim, o nome estava decidido.

Quando tive contato com a loja delas no insta pela primeira vez, o que me chamou mais atenção é o cuidado que elas têm com as fotos que são publicadas, visualmente encantadoras. Libriana de carteirinha, eu sou muito influenciada pelo visual, então se visualmente é agradável, já ganhou pontinhos comigo. Quanto ao garimpo das peças, ele é feito em várias cidades da região, e elas também adquirem peças de amigo e familiares. Para elas, “cada peça é única e conta uma história”. Após selecionarem as peças, elas passam por reparos e ajustes conforme sejam necessários, “tem todo um cuidado antes de chegar na arara e na foto do Instagram”, conta. Elas dizem usar o instagram como uma forma mais dinâmica de atingir outro lugares do país, possibilitando que elas tenham clientes em todo o Brasil, possuindo uma proximidade muito maior que utilizando outras plataformas.

Para quem está interessado em comprar com o ¡Ay, Carmela! trabalha com o PagSeguro, facilitando o pagamento, já que ele permite uma gama bem ampla de opções nesse quesito. Já quem compra diretamente com elas, o pagamento é feito a vista ou, como elas chamam, o “caderninho”, para aquelas clientes mais antigas e de confiança. Para fazer o envio pra vocês, elas usam o sistema convencional dos correios, gerenciam tudo através de planilhas, para ter maior controle dos pedidos e envios. Pensando em futuro, elas têm o desejo de expandir o projeto, “unindo nossas ideias com outras pessoas que compartilham dos mesmos princípios de consumo consciente e sustentabilidade. Acreditamos num modo de trabalho de forma mais horizontal e criativa”.

Se você curtiu e gostaria de conhecer o brechó delas, é só acessar o instagram do ¡Ay, Carmela!, e aproveita e começa a seguir pra acompanhar o conteúdo.


2 comentários


30

out
Achados da semana #2: só sapatos
em AchadosModa

Mais um post de achados da semana para aproveitar e encher o carrinho internet afora. Dessa vez uma versão especial só com sapatos. Vamos ver o que tem?

1. Pra começar um favorito da última estação, o tênis em veludo vinho/marsala. Esse é a da Corello, que vai aparecer muito nesse post, já que está com uns itens ótimos em promoção.
2. Como o tênis está mais que difundido entre a nova geração, tem também esse lindo da Dumond em promo na Dafiti. Não é pra amar esse preço?
3. E essa botinha de glitter que, aliás, estou doida por uma. Essa é da Mixage, vendida pela Zattini.
4. Sabe aquele item básico que todo mundo deveria ter na sapateira? Pois é, é essa sandália meia-pata preta da Vizzano, que é com certeza um coringa.
5. Tênis? Tem mais! Também da Corello esse modelo slip-on com recortes. Tem também em outras cores.
6. Corello de novo? Sim sim. Tem essa mule em nobuck está linda e tem outras cores. Mas aproveita que tem poucos números disponíveis.
7. Eu não disse que falaria muito da Corello nesse post? Lá vem ela de novo, com outro slip-on. Esse é metalizado com tela, e lindo demais.
8. Sim, a onda do metalizado ainda está com força total, e os mocassins prateados fizeram o maior sucesso entre a tendência.
9. O glitter arrasa nas botinhas, mas já pensou em usar em um modelo mais pesado tipo esse coturno? O brilho quebra um pouco o ar “grosseiro” do coturno, deixando o look gracioso.
10. A Dafiti também traz essa promoção de bota da Colcci. Marca boa por 2 dígitos, o que acham?
11. Pra encerrar, outra sensação do inverno 2017, a botinha de veludo vinho. Assim como o tênis, também arrancou suspiros e compôs looks maravilhosos.

E aí, curtiu essa seleção? Logo tem mais!


0 comentários


25

out
Wishlist de outubro

Essa tag é pra apresentar coisas bacanas que estou querendo atualmente. Coisas que desejo, que vejo por aí e imagino que ficariam ótimas, de peças de roupa a acessórios. Aí estão meus maiores desejos fashion atuais, de acordo com meu estilo pessoal. Vamos ver se temos algo em comum?

1. As blusinhas de ombro a ombro voltaram com tudo e prometem arrasar ainda mais no verão 2017/2018. Acho elas muito charmosas e já quero várias pra sair por aí.

2. Bolsa é algo que gosto, porém, não sou de variar muito, quando encarno em uma, eu raramente saio com outra. Tem um modelo que já namoro há séculos, que é a Juvevê da Orna Concept, a marca das Irmas Alcantara do Tudo Orna. As bolsas da marca delas são conhecidas pela qualidade, feitas por uma produção artesanal, e o que me deixa ainda mais feliz, mão de obra da minha terrinha amada, Curitiba. Acho que vale o investimento.

3. Tem pra todos os bolsos, eu já ficaria super feliz com um chocker de cordinha desses, acho uma graça. Eu amo chocker, mas só tenho os bem básicos, acho que está na hora de eu me aventurar em um modelo diferente.

4. As botinhas de glitter podem já ter até “saído de moda”, mas sabem o que penso sobre isso, não!? Pra mim nada sai de moda, tudo pode ser usado e aproveitado desde que você se sinta bem, e não vejo como eu poderia rejeitar essa coisinha linda só porque ninguém mais as quer.

5. Meia calça vinho. Eu, como boa entusiasta da meia-calça, estou sempre de olho nos tipos diferentes de meia-calça que vão surgindo, e sei que a meia-calça vinho vai agregar muito ao meu guarda-roupa. Possivelmente eu vou guardá-la para o próximo inverno, mas como aqui é Curitiba, eu sempre tenho oportunidade de usá-la no verão mais próximo.

6. Minha tão amada golinha preta sumiu no mundo e preciso muito de uma substituta. Essa eu acho que posso aguardar até o inverno, mas quando ele chegar, preciso!

7. Sempre ouvi que calça flare não fica bom em baixinhas e acabei acreditando. Mas ultimamente tenho tido uma vontade de contrariar, são lindas e acho excelentes tanto para sair quanto para uma ocasião de trabalho.

8. Eu ainda hei de encontrar meu oxford caramelo dos sonhos. Esse modelo é lindo e é da Bebecê, mas não tem mais em estoque, enquanto isso, continuarei procurando.

9. Sabe aquele item da lista que te faz suspirar. Essas saias pipocaram em todos os lugares esse ano e achei essa na Renner, mas ainda achei carinha, amaria encontrá-la em liquidação.

10. Por fim, um vestidinho jeans qualquer, daqueles fresquinhos, de jeans molinho, pra passear bem gatinha por aí.

O que está na lista de desejos de vocês atualmente?


0 comentários